Escuderia X começa Brasileiro de Motocross com pódio em 2 categorias

Abertura do nacional contou com adversidades na pista de Cornélio Procópio (PR)



Equipe Escuderia X
A Escuderia X teve um excelente início de temporada no Campeonato Brasileiro de Motocross 2017. Jetro Salazar e Leonardo Nunes garantiram seus lugares no pódio na etapa de abertura, que aconteceu dias 3 e 4 de junho em Cornélio Procópio, no Paraná.



Jetro Salazar, campeão Brasileiro de Motocross
​Na MX1 Jetro Salazar largou na frente e fez uma prova bastante consistente, encerrando com o 2º lugar. O equatoriano defende o título nacional na categoria principal.



“O final de semana foi bom, no sábado fiz o 4º tempo nos classificatórios e na corrida de domingo larguei na frente. O Dudu Lima vinha mais rápido e acabou me ultrapassando e, considerando que a pista estava difícil, dura e fácil de cometer erros, preferi pensar no campeonato e fazer uma prova mais cautelosa, segurando a 2ª posição. O campeonato está só no início e ainda tem muitas etapas para brigarmos pela vitória, com segurança. Agora teremos um bom tempo para treinar e evoluir, revelou Salazar.



​Lucas Dunka, muito estilo na estreia do Brasileiro de Motocross



Lucas Dunka fez sua estreia na competição. O catarinense, que chegou este ano para reforçar a Escuderia X na classe principal, encerrou a prova com a 9ª colocação após boas disputas por posições na metade inicial da bateria.



“Fiz uma boa largada e na primeiraparte da bateria estava brigando de igual para igual com meus adversários, mas com a pista bastante dura acabei sentindo meus braços travarem. Estava melhor preparado para a segunda bateria, mas foi adiada”, contou Dunka.



A organização do campeonato, após uma reunião com os competidores, decidiu adiar a segunda bateria da categoria MX1 depois de verificar que a pista não oferecia plenas condições de segurança naquele momento.
Leo Nunes levou a Escuderia X ao topo do pódio na etapa de abertura​



Leonardo Nunes venceu a  disputa da MX2Jr, novidade na competição. A categoria é destinada a motocicletas de até 250cc 4T e 125cc 2T e pilotos entre 14 e 17 anos de idade. O atleta da Escuderia X garantiu um 2º e um 1º lugar nas baterias da classe e faturou o lugar mais alto do pódio na soma geral da rodada de abertura, mostrando muita agressividade e personalidade na busca pela vitória.
Leandro "Pará" acelerou na MX2​



Leandro Araújo “Pará” acelerou na MX2 e encerrou com a 8ª colocação, após dois 8º lugares nas provas da categoria. O piloto sofreu quedas em ambas as largadas, por conta de competidores que caíram à sua frente,  e teve de fazer prova de recuperação, terminando no TOP 10.



Para Cale Neto, chefe de equipe da Escuderia X os atletas surpreenderam positivamente:



"Os pilotos mostraram uma evolução muito boa nesta estreia no Brasileiro de Motocross. O Jetro teve a calma e a sabedoria de como se deve conduzir uma primeira etapa, estudando os adversários que estão mais fortes e tendo a consciência de que não se pode ganhar um campeonato na primeira etapa, mas pode perder um campeonato na primeira etapa. O Dunka disputou várias voltas com grandes nomes, foi pra cima, e sabemos do que ele precisa, que é aguentar a pressão após os vinte minutos de prova. Vamos trabalhar juntos nisso. O Pará acabou prejudicado por adversidades com outros competidores na largada e, mesmo saindo de último, chegando em 8º. O Leo Nunes foi o que mais me surpreendeu. Foi agressivo na medida certa. Atacou, disputou posições, aguentou o ritmo e mostrou que tem muitas condições de brigar pelo título. Já sabemos pra onde ir e em que pontos trabalhar com o auxílio do técnico, Ricardo Franzini e dos nossos mecânicos, concluiu.


Foto1: Idário Araújo/ IC Fotos

Demais Fotos: Guto BernardesCrossOne
Share on Google Plus

Publicado por Unknown

0 comentários:

Postar um comentário