Botas de Motocross: equipamento oferece segurança e até melhora de rendimento

A bota de motocross é um dos equipamentos que mais evoluiu com o tempo. Lembra como ela era rígida e pesada há alguns anos atrás? Mobilidade e agilidade não eram seus fortes. Felizmente, a indústria investiu pesado em tecnologia e atualmente o mercado conta com

uma incrível gama de modelos, que não oferece apenas segurança, mas também tudo o que um piloto precisa para acelerar com conforto.
Os materiais utilizados na produção mudaram muito. Adeus couro e borracha, agora o plástico prevalece. As peças são injetadas, possuem formato anatômico, são mais delicadas
e leves. Alguns produtos chegam a pesar cerca de três quilos apenas! E os modelos anatômicos conquistaram a preferência. Os que possuem biqueira com perfil mais baixo
então, nem se fala. Isso facilitou muito a troca de marchas.
E o que falar do design? Os produtos trazem a agressividade das pistas e estão cada vez mais ousados. Em meio a tantas opções no mercado fica até difícil escolher. As básicas brancas e pretas continuam aí para os mais tradicionais, mas as coloridas ganham cada vez mais espaço. Tem gente que chega a colecionar, tem uma bota combinando com cada conjunto de roupa. Nada como o sonho de uma mala cheia de equipamentos, não é mesmo?
Mas uma boa bota de motocross não é barata, por isso, vale a pena pesquisar e conferir algumas dicas para fazer a escolha certa. É importante levar em consideração se a pista é pesada, se você irá utilizá-la apenas no fim de semana, etc. Uma dica legal é sobre o tamanho, como você estará usando meias grossas e joelheiras, o indicado é um número
maior do que o seu calçado. 
Os iniciantes devem apostar em modelos de entrada, que chegam ao mercado com boa relação custo/benefício. Geralmente elas são produzidas em couro sintético e plástico, com solado costurado e fecho simples. Já os modelos profissionais se diferenciam principalmente
pelo sistema articulado, solado sem costura e sistema de fechos mais complexo, com ajustes em alumínio. 
Lembrando que, assim como o capacete motocross, a bota é um dos principais equipamentos de proteção. Item indispensável para o piloto que se preza. Segundo dados
do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Brasil – Datasus, a maioria dos acidentes de moto acabam com entradas em emergências dos hospitais devido a traumas de crânio ou ortopédicos. E você sabia que uma fratura no fêmur pode levar a óbito? Quando um grande osso do corpo como o fêmur se parte, libera-se gordura na corrente sanguínea. 
Ela invade os vasos e pode provocar um tipo de trombose ou tromboembolia, comprometendo pulmão, coração e
até mesmo o cérebro. O fim pode ser trágico para os que demoram a procurar atendimento médico.
Por fim, alguns cuidados para que seu equipamento dure por muitos anos. Primeiro, a cada uso, faça uma boa limpeza. E não é com o lava-jato não! Utilize água corrente morna, sabão neutro e uma escova macia. Segundo, sombra e um local ventilado para a secagem. 
Terceiro: Guarde apenas depois de seca, na posição horizontal. Atenção: sacos plásticos retêm
umidade, evite. Plus: Um hidratante para couro ajuda a manter a flexibilidade da bota.
Share on Google Plus

Publicado por Velocross News

0 comentários:

Postar um comentário