Jetro Salazar resistiu aos ataques de Carlos Campano na primeira bateria para garantir o título

O equatoriano Jetro Salazar conquistou o título na categoria MX Pró da temporada 2016, do principal certame do país, em etapa realizada no domingo (04), após ganhar a etapa de Cornélio Prócópio (PR).
(Foto: Thyago Lorentz/Amaral Racing)

Após intensas disputas e reviravoltas nas 12 baterias das seis etapas, Jetro se sagrou campeão Brasileiro de Motocross, na categoria MX Pró,  para ser campeão, Jetro precisava segurar o impeto do espanho. Carlos Campano, da Yamaha/Grupo Geração. O equatoriano entrou na decisão com dois pontos de vantagem sobre Campano e oito de vantagem sobre Jean Ramos.
Jetro largou bem, assumindo a liderança logo na primeira volta. O equatoriano era seguido de perto por Adam Chatfield e Paulo Alberto. Campano não teve boa largada, e com ritmo forte, logo superou os rivais, subindo para o segundo posto.
Com a moto mais rápida da pista, o espanol chegou no equatoriano. Campano pressinou e tentou ultrapassar por duas voltas seguidos no salto triplo na chegada, mas não conseguiu superar o equatoriano, que mantinha um traçado defensivo.
Após várias tentativas, Campano acabou errando ao tentar manobra em cima de Jetro na saída de uma curva.  O espanhol foi ao chão e perdeu tempo. Após a queda, Campano não conseguiu retomar o ritmo, e terminou em quarto lugar, sendo pressionado no final pelo quinto colocado, o inglês Adam Chatfield.
Depois de suportar a pressão do piloto da Yamaha, Jetro seguiu tranquillo até receber a bandeira quadriculada. A vitória na bateria  fez com que a perigosa diferença para Campano subisse de dois para nove pontos. Assim, Jetro precisava chegar  em quinto lugar na bateria final.
O outro concorrente ao título, o paranaense Jean Ramos não foi fator durante a bateria, terminando em sexto lugar.
Na segunda e última bateria, o inglês Adam Chatfield disparou na ponta logo na primeira volta, abrindo vantagem sobre Jetro Salazar. Adam administrou a vantagem para vencer sem sustos a segunda prova.
Ao final, o segundo lugar garantiu 22 pontos para Jetro, pontuação mais que necessária para o título. O piloto da Escuderia X/Honda venceu pela primeira vez o principal troféu do Motocross Brasileiro.
Em situação complicada, Campano não teve boa prova, e para completar o fim do sonho do título, caiu faltando duas voltas. Após a queda, Campano terminou na 10º colocação, uma volta atrás do vencedor Chatfield.
Classificação
1º Bateria
1º #920 Jetro Salazar (EQU)
2º #221 Paulo Alberto (POR)
3º #2 Dudu Lima (BRA)
4º #1 Carlos Campano (ESP)
5º #407 Adam Chatfield (ING)
2º Bateria
1º #407 Adam Chatfield (ING)
2º #920 Jetro Salazar (EQU)
3º #211 Paulo Alberto (POR)
4º #10 Jean Ramos (BRA)
5º #2 Dudu Lima (BRA)
Soma Geral – 6º Etapa
1º #920 Jetro Salazar 47
2º #211 Paulo Alberto 42
3º #407 Adam Chatfield 41
4º #2 Dudu Lima 36
5º #10 Jean Ramos
Classificação Final do Campeonato Brasileiro – MX Pró 2016
1º #920 Jetro Salazar (EQU) – Escuderia X/Honda – 241
2º #1 Carlos Campano (ESP) – Yamaha/Grupo Geração – 221
3º #10 Jean Ramos (BRA) – Yamaha/Grupo Geração – 219
4º #221 Paulo Alberto (POR) – Honda/IMS – 217
5º #2 Dudu Lima (BRA) – EMG Raging/Kawasaki – 198
Texto; Helio Lima 
Share on Google Plus

Publicado por RAFA

0 comentários:

Postar um comentário